Conto: O caso da morena, por Luciana Minuzzi

É bom reler histórias antigas, né? Podemos medir as diferenças dos escritos de ontem para os de hoje. Nossas experiências com o tempo fazem estilo, temática, tudo evoluir e se modificar. Esse conto é de uns sete anos atrás. Nessa época, já estava mais voltada para as criações jornalísticas do que para as literárias. Postei originalmente no meu outro blog  para criar coragem de mostrar meus escritos ficcionais de novo. Deu certo. 🙂

14.09.15 - O caso da morena_Luciana Minuzzi
Imagem: British Library.

O caso da morena

Por Luciana Minuzzi

Eles cresceram juntos. Eram amigos, amigos de fé. E isso não quer dizer que não discutiam. Aliás, discutiam muito. Discordavam desde a cor favorita até a origem do homem. Por todos os lugares que eles passavam, as pessoas tinham que intervir nas suas rotineiras brigas, ou então eles acabariam se matando. Aliás, eles brigavam muito.
E como já era costume, eles se encontraram no botequim de sempre, onde a moça que os atendia já sabia de cor o que cada um pediria. Um pedia água com gás, e o outro, uma cachaça da braba.
E a conversa rolava tão envolvente que as pessoas ao redor prestavam muita atenção nos dois homens que defendiam com muita ênfase seus argumentos. Pena que as pessoas que os ouviam eram apenas a garçonete e o Zé, que era um bêbado residente no botequim.
Quando, de repente, uma morena escultural entra no bar e faz com que todos parem e olhem somente para ela. A garota senta perto do balcão e pede uma cerveja, enquanto cruza as pernas delicadamente. Os dois amigos comentam sobre as formas convidativas da moça.
Quando ela percebeu que eles a olhavam, sua atitude foi encará-los e sorrir. Quando enfim eles concordaram em um ponto, que era achar aquela morena maravilhosa, os amigos se defrontaram com uma questão: para qual dos dois ela teria olhado?
E então passaram a uma longa e interminável discussão. Enquanto isso, a morena impaciente foi embora com o Zé…

Anúncios

4 opiniões sobre “Conto: O caso da morena, por Luciana Minuzzi”

  1. Conto pequeno mas bem enquadrado, naquele mundo de brigas, a gente se surpreende com um final leve e muito engraçado: aquela morena escultural, sai com o, Zé. Né, pois é. Quem esperaria, se não seria, ela, o motivo, para uma briga com um final trágico. Espetacular.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s