Crônica: (Re) Encontros, por Rafael Pacheco

Mais uma categoria inaugurada aqui na Cornucopia Vacua. Semana passada, Pedro Lago deu início a “Ilustração” com o seu poema ilustrado.  Clique aqui para ler. Hoje, temos a crônica de Rafael Pacheco. Coisa boa ver mais tipos de arte aparecendo por aqui. 😀

Com toques de crítica e ficção, a crônica é a arte de escrever sobre o dia-a-dia. Essa tarefa requer um olhar afiado do escrito. Rafael afirma que não é uma tarefa tão simples como parece. “Além de ter que aperfeiçoar, tem que ter inspiração para sempre tentar algo novo.” Ele fala com a propriedade de alguém que há alguns bons anos alimenta blogs com seus textos.

Rafael  já é um autor premiado, inclusive, dentro da sua área de trabalho e pela sua literatura com prêmios como a publicação no Livro ao Pé da Letra, vencedor de Menção Honrosa no Concurso ao Pé da Letra de 2014/III da Fundação Eny.  Além das crônicas que retratam situações que todos nós vivemos no cotidiano, ele produz conteúdos diversos no Portal Educação e no Notícias Inter. Rafael também atua como Assessor Jurídico Financeiro e de Projetos Sociais da ONG Infância Ação, daqui de Santa Maria, e Mediador e Conciliador Comunitário pela Escola Nacional de Mediação. – Luciana Minuzzi.

Contatos do autor:

rafaelpachecocontato@gmail.com | Twitter | Blog |Blog 2

Imagem: British Library.
Imagem: British Library.

(Re) Encontros

Por Rafael Pacheco

Quem me conhece sabe que tenho uma tremenda dificuldade com (re) encontros.

Mas de repente, sem notificação prévia para amenizar o inevitável a vida nos surpreende não é mesmo?! E encontramos alguém do passado numa hora qualquer dessa vida.

De uns a gente tem até vaga lembrança e alguma dúvida sobre quem seja. E isso demonstra que a pessoa teve pouca ou nenhuma importância para nossos sentimentos.

Às vezes, nem do nome lembramos e aí, o constrangimento se apresenta por inteiro.

Outras vezes um (re) encontro, marca e as sensações que se antecipam já nas vésperas, anunciando fortes emoções.

Quando (re) encontramos alguém que mexe com as entranhas dos nossos sentimentos é grande o esforço para nos mantermos contidos. O tom da conversa e a profundidade do olhar vão mostrar se tudo sucumbiu ao silêncio e à distância, ou se há chance de o passado emendar sua história com o presente ali mesmo, produzindo outro capítulo entre ambos que se encontram.

A ausência não consegue corroer uma amizade selada pelo coração. Assim é o (re) encontro de velhos amigos que logo armam uma festa quando se avistam. O antigo diálogo reinicia como se jamais tivesse sido interrompido e a atualização é tão rápida, que parece que ser feita pelo F5. Ansiosos estão, por compensar todo o tempo que não passaram juntos, embora saibam que haverá uma nova despedida.

Há ainda, (re) encontros que faríamos qualquer coisa para evitar. Dobraríamos a primeira esquina, nos abaixaríamos fingindo amarrar o sapato que não tem cadarço puxaria a gola até as orelhas e o chapéu até cobrir o rosto. Sem falar na hipótese de pegar um jornal emprestado e nele enfiar a cara até que o “perigo” do (re) encontro seja totalmente superado. Mas nada vai impedir que a vida siga seu curso, e talvez logo… logo… aconteça aquele novo/velho (re) encontro.

Para aqueles que já não nos “fecham”, um cumprimento rápido que demonstre civilidade e um adeus, nada mais, isto basta.

Deste modo seguiremos adiante, leves e livres do fardo que carregamos quando nos damos o trabalho de detestar alguém, mesmo que tenhamos razão para fazê-lo.

Saudações aos (RE) Encontros!

Anúncios

3 comentários em “Crônica: (Re) Encontros, por Rafael Pacheco”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s