Conto: A Morte de Lúcio, por J. Rowstock

O autor de hoje faz parte da história da Cornucopia Vacua. Por incorporar o faça-você-mesmo, J. Rowstock foi uma das inspirações para a criação da revista e um dos primeiros a ter um texto postado aqui. Leia aqui.

Hoje, ele trabalha como artesão e continua com o projeto independente Febre de Rato (link abaixo). Se depender da empolgação do moço com a arte, ainda vamos ver muito do trabalho dele por aí. J. disse que a arte está presente na sua vida desde que nasceu: “A arte é como gente, precisa respirar. Sou inspirado pela geração mimeógrafo, punk que por muito tempo fizeram como Ana Cristina ou Rimbaud!” Assino embaixo porque a CV tem essa missão de deixar a arte livre, respirar por todo o lugar. Fiquem com o conto abaixo e boa leitura. 😀 – Luciana Minuzzi.

Mais do autor na tag: https://cornucopiavacua.wordpress.com/tag/j-rowstock/

Contatos do autor:

E-mail: febrederato@hotmail.com | Site | Facebook | Febre de Rato    

Imagem: British Library.
Imagem: British Library.

A morte de Lúcio

Por J. Rowstock

Lúcio morreu. Sua família colocou seu corpo dentro de um caixão barato e fingiu cerimônia. Sua filha Alda ainda estava descontente pela morte de seu pai ter atrapalhado a data do seu casamento, a sua esposa Maria ainda preocupava-se com gastos que todos aqueles convidados conhecidos e desconhecidos estavam gastando no velório através de bebidas e salgados. Todos naquela sala iriam morrer, todos naquela sala não tinham conhecimento da dor e do ódio com que Lúcio partira… E talvez seja essa a maneira pérfida que o animal homem inventou para tapar o que nunca conseguirá vencer: A morte.  E por isso e para isso vale tudo! Vale comprar cada vez mais, vale ser cada vez mais rico, vale fazer o errado e fingir que não pecou… Milhares e mais milhares de burocracias para aqueles que têm medo da vida e da morte e por isso, portanto, inventam inconveniências para seus medos e acabam por tapar a realidade com suas mentiras. Lúcio morreu. Mas as pessoas que estavam no velório não estariam mortas também? (…)!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s