Arquivo da tag: mulher

Poema: Mulheres do século XXI, por Simone Machado

*Este poema faz parte da Revista Cornucopia Vacua impressa #02

Leia mais da autora na tag: https://cornucopiavacua.wordpress.com/tag/simone-machado/

Uma poetisa apresenta uma visão sobre as mulheres do nosso tempo no poema abaixo. A autora é Simone Machado, estudante de Letras da UFSM e também cronista e contista. A incursão da moça pelo mundo das letras começou muito cedo, fortaleceu-se no ensino médio e, agora, ela já tem até um plano bem formado: “Pretendo escrever livros para jovens e adultos, misturando a realidade e a magia e mostrando que é possível falar de coisas sérias (como política, meio ambiente…) com jovens utilizando a criatividade e ambientando histórias no cenário brasileiro, utilizando da nossa cultura (o que ainda é visto com certo preconceito por muitas pessoas)”. A CV torce para que o plano de Simone dê certo.

siihnrock@gmail.com | Blog Diário da Bagunça

Imagem: British Library.
Imagem: British Library.

 

Mulheres do século XXI

Por Simone Machado

 

Dançam ao seu redor como fantasmas

Sem rostos, sem nomes, sem presente, sem futuro

Nuas e submissas como escravas

Mas livres para dançar ou partir sob o luar nascedouro

 

Movam-se desastres da natureza!

Gananciosas e imorais, sois agouros!

Façam-me implorar pela sua complacência

São vossos os olhos que guiarão os medos vindouros.

 

Deusas e fascínios, mestres de muitas faces

Intrigam, confundem e abatem os homens

Que não compreendem que vós sois a lua una de muitas fases

 

Ao mais bravo guerreiro os seus pedidos são ordens

Nem um tolo lhes apresenta impasses

Sois as novas heroínas dessa guerra, as principais personagens.

Poema: Rosa Nua, por Stéfano Diehl

É uma verdadeira arte escrever a letra de uma música. Compor é poetizar. O autor do post de hoje entende bem essa ligação entre som e poema. Stéfano Diehl é cantor e compositor e dos premiados, heim? Ele ganhou o prêmio do Festival das Rádios Airpub do Brasil, em 2011, com a sua primeira composição musical autoral “The Maiden of the lake”.

Tudo começou em 2010, quando ele iniciou nas aulas de técnica vocal e letras para canções. O objetivo é viver da arte e seguir os estudos no curso de Publicidade e Propaganda. Stéfano disse que é feliz em fazer o que faz e quer ir cada dia mais longe. Desejamos que seus voos sejam cada vez mais altos. Por enquanto, fiquem com o poema abaixo e boa leitura. 😀 – Luciana Minuzzi.

Contatos do autor

stefanocoverdale@gmail.com | Facebook | Página As Demolições da alma 

Imagem: British Library.
Imagem: British Library.

Rosa Nua

Por Stéfano Diehl

 

Como a chegada da Primavera

Ela é o doce perfume da tentação

Coberto do orvalho do amanhecer

Vestindo apenas a luz pálida da lua que põe-se a dormir

Ela é a flor mais sensual de meu jardim

Uma musa de beleza natural que conquista no olhar

Como um verso com um acorde de violino

Rosa nua e crua, mas sem perder os espinhos afiados

Afrodite a me visitar

Em minha companhia suas pétalas macias, a flor de um doce pecado

Garota do Éden, maçã vermelha de curvas fatais

És aquela que escolhi colher esta noite.